Saiba mais sobre o uso de cookies

ATENÇÃO ! Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

A insónia e problemas de saúde mental | Resultados de um estudo científico com jovens

A insónia e problemas de saúde mental | Resultados de um estudo científico com jovens
23:00:43 16-09-2017 Comissão Científica da Plataforma Saudementalpt Notícia

Descrição

As dificuldades do sono podem ser um fator contribuinte para a ocorrência de problemas de saúde mental. Esta premissa é a base de muitos trabalhos de investigação que estudam a relação dos problemas do sono com os problemas de saúde mental.

O estudo do Prof. Daniel Freeman e colaboradores (2017), um grupo de investigadores da Universidade de Oxford, publicado no jornal científico Lancet Psychology, assentou nesta premissa e testou a hipótese da melhoria do sono beneficiar a saúde psicológica, nomeadamente procuraram determinar se o tratamento de insónia levaria à uma redução dos sintomas paranóia e alucinações (próprios da doença mental grave).

O estudo incidiu sobre uma amostra de estudantes de Inglaterra com historial de insónia (sem doença mental diagnosticada até à data), um total de 3.700 estudantes de 26 universidades deste país. Foram criados dois grupos, o de estudo, ao qual foi aplicada a terapia psicológica cognitive behavioural therapy (CBT) online (sessões entre 6 e 20 minutos) e o de controlo que não foi sujeito a nenhuma intervenção, mantendo estes estudantes a sua rotina diária. Ambos os grupos foram avaliados no início do estudo, ao fim de três, 10 e 22 semanas.

Os resultados demonstraram diferenças estatisticamente significativas entre os dois grupos, demonstrando o grupo de estudantes alvo de terapia melhorias tanto na qualidade de sono como na ausência de problemas mentais. Em 10 semanas de terapia a ocorrência de insónia passou para metade, bem como, os sintomas de paranoia (25%) e alucinações (30%) passaram a ser apenas um quinto do que eram, acontecendo o mesmo com os sintomas de ansiedade e depressão.

Este estudo científico é um dos mais recentes estudos tipo ensaio clínico, randomizado controlado, de uma intervenção psicológica para um problema de saúde mental. Fornece fortes evidências de que a insônia é um fator contribuinte para a ocorrência de experiências psicóticas e de outros problemas de saúde mental. No entanto, para extrapolações para outras idades requerem-se mais trabalho de investigação.

A conclusão é que a insónia pode não ser a maior causa de experiências psicóticas (assim como para outros sintomas tais como a depressão e a ansiedade), mas não é um epifenómeno, ou seja, não é um sintoma que surge só após a instalação de uma doença mental. A insónia pode mesmo ser um fator causal na ocorrência de experiências psicóticas e de outros problemas de saúde mental.

Assim, este trabalho deixa a chamada de atenção para a relação entre os problemas de sono, nomeadamente da insónia, e a doença mental, pois estes parecem prover a mesma.

Além do referido, este trabalho cria um caminho de tratamento bastante promissor para os jovens pois a abordagem para tratar os problemas de sono pode ser bem mais aceite do que a proposta para tratar «a doença mental» que este poderá padecer, dado o estigma existente em torno dos diagnósticos psiquiátricos.

Saiba mais sobre este estudo no artigo científico do mesmo que lhe deixamos em formato pdf.

 

A COMISSÃO CIENTÍFICA DA PLATAFORMA SAUDEMENTALPT

Fontes

Site do Lancet Psychiatry

Artigo Científico (pdf para consulta abaixo)

Notícia do Observador

Imagem


PDF

Clique aqui para ver o pdf


Tags:

Partilhar


Comentários

Outros(as) Destaques

Registe a sua entidade

Guia da plataforma saudementalpt

Rede de Parceiros/Patrocinadores

  • Atlas da Saúde
    Goupbuzz